Brazilcore a tendência fashion do momento

Quem tem rede social com toda a certeza já deve ter visto essa tendência ou ouvido falar a respeito do termo “Brazilcore.”

Mas o que exatamente ele significa?? Vou te contar! 

Estamos vivenciando uma forte tendência fashion baseada nas cores da nossa bandeira e na estética da periferia brasileira, graças aos influenciadores internacionais do tik tok que começaram a usar nossas cores em suas produções. 

Em outras palavras, é o jeitinho brasileiro em roupas e acessórios trabalhados, sobretudo, no azul, verde e amarelo!

Apesar de ser muito divertida e incentivar a paixão dos brasileiros daqui e de fora do país, essa tendência vem carregada de polêmicas políticas e marginalizações, trazendo consigo a essência, o “core” da retomada ao centro, do resgate às cores da nossa nação e faz despertar o desejo pela construção de looks criativos e patriotas para torcer, curtir e fotografar muito nessa copa.

Afinal, não tem como falar de Copa do Mundo sem falar no Brasil do futebol!

Características do Brazilcore

Ok, entendido até aí, certo?! Agora vou te contar um pouco mais sobre as características dessa trend!!

De maneira bem sucinta, a gente combina as cores da bandeira nos looks sem medo de ser feliz. Quanto mais vivo o look mais Brazilcore! 

E, simm, desde aquela calça alfaiataria até o queridinho chinelo Havaiana cabem muito bem nessas produções.

Agora que você já sabe um pouco da história dessa tendência, que tal montar o seu look Brazilcore e se divertir torcendo para o nosso país?

Faça uma visita nas lojinhas da Trend2Box!

Bolsa Baguete

Ainda posso investir nela?

Lembra desse modelo de bolsa? Quanto sucesso!!

Mas se você pensa que esse sucesso ficou no passado, está muito enganada!

A bolsa baguete voltou à moda, ou melhor, acho que nunca saiu dela rsrs, repaginada e com o mesmo aspecto retrô ela continua fazendo a nossa cabeça e compondo looks incríveis e muito descolados.

Acessório que nasceu nos anos 90, criado pela Fendi e popularizado por meio da série Sex And The City, virou febre total e depois disso nunca mais parou de virar tendência.

A inspiração para o seu nome e modelo veio justamente da forma com que os franceses carregavam os pães: embaixo do braço rsrs 

Por ser pequena, ela é muito versátil, pois se adapta a diversas ocasiões e possui o tamanho perfeito para você carregar as coisas do dia a dia, como o celular, batom e uma carteira pequena.

Desde 2019, o estilo vintage invadiu o closet da mulherada e, se quer mesmo saber se ainda pode investir em uma baguete estilosa, dá só uma olhadinha nessas inspirações que separamos para você usá-la com muita elegância.

Aqui na Trend2Box você encontra opções lindas desse modelo para harmonizar ainda mais os seus looks.

Bolsa Coach Hand Preta
Bolsa Louis Vuitton Looping Monogram Marrom
Bolsa Tod’s Retangular Rosa 

Como o brechó pode colaborar com a sustentabilidade?

Afinal ser sustentável nunca vai sair de moda!

Bem pelo contrário, essa é a moda que mais tem feito adeptos fiéis por aí. Quanta felicidade!!

Você sabia que o brechó pode ser o seu primeiro passo para uma vida mais sustentável?

Imagina você que apenas 20% do lixo de roupas é coletado para reuso e reciclagem, enquanto o restante vai parar em aterros sanitários ou é incinerado. 

Porém, antes disso é preciso falar que por trás de cada uma dessas peças, ao serem produzidas, existe um desgastante processo de produção que consome inúmeros recursos naturais e gera uma imensidão de resíduos poluentes despejados no nosso querido meio ambiente.

Sendo assim, quando compramos uma peça de roupa, existe uma série de ações sustentáveis por trás, olha só:

  • resgatamos uma peça antes de ela virar lixo e poluição;
  • evitamos material de difícil decomposição no meio ambiente;
  • menos roupas serão produzidas nas fábricas têxteis e
  • menos substâncias tóxicas serão despejadas na natureza.

A moda sustentável, por meio dos brechós e da oferta de peças de boa qualidade e uso prolongado, enxerga cada vez mais a necessidade de engajar os consumidores cujas atitudes estejam ligadas ao consumo consciente.

E lembra sempre: o mercado se baseia na demanda, portanto, se ela diminuir, menos peças serão fabricadas.

MODA ANOS 90

Tem coisas que não saem de moda nunca!

A grande verdade é que elas vão e vêm rsrs. Ainda bem, né?!

A moda dos anos 90 sempre foi repleta de tendências incríveis, como estampas interessantes e peças oversized. Não há dúvidas que essa década marcou muito este universo que tanto amamos!

E, como a Trend sabe que você curte moda e adora saber de onde vêm as tendências atuais, nós separamos algumas peças que são sucesso incontestável até hoje, confere só 🙂 

Blusa cropped

Ahhhh não tem como não falar desse assunto, concorda?! São as nossas queridinhas do momento. Estamos falando de uma das peças mais versáteis e facinhas de se usar que, naquela época, já faziam o combo perfeito com as calças de cintura alta e com um blazer como terceira peça.

E, falando nele…

Blazer oversized

Peça grandona que fez e ainda faz a nossa cabeça, esse blazer gigante e com um certo ar masculinizado pode ser combinado de várias maneiras proporcionando um charme diferenciado em qualquer look. Não tem erro!

Bolsa baguete

Criada pela casa Fendi, esse acessório atemporal e muito funcional que marcou presença no visual da mulherada no final da década de 90, mais uma vez se torna tendência atual e pode ser usada de forma super descolada por cima de blazers, vestidos, suéteres e porque não casacos e jaquetas

Pequena e alongada, ela dá aquele tchan no seu look!

Se inspire na Trend!

Clique para comprar abaixo <3

DIA MUNDIAL DO SECOND HAND

A sustentabilidade além de ser moda, é uma forte tendência.

Não é de hoje que a sustentabilidade deixou a categoria de simples palavra da vez para se tornar uma das maiores tendências de consumo consciente.

E, já que estamos falando nisso, você já ouviu o termo SECOND HAND?

Criada nos Estados Unidos, essa expressão significa SEGUNDA MÃO e é utilizada para explicar que produtos que um dia foram seus podem continuar fazendo história nas mãos de outras pessoas.

Aqui, no nosso país, o second hand é posto em prática tanto em lojas de brechós quanto dentro de marcas onde além das peças novas os clientes também têm a oportunidade de adquirir peças semi-novas e usadas. 

É a evolução consciente em busca de um planeta mais feliz!

De um tempo para cá, ser sustentável virou uma filosofia de vida, pois tudo o que você veste causa muito impacto, afinal uma simples peça de algodão pode levar de 10 a 20 anos para se decompor, e um tecido sintético demora de 100 a 300 anos para completar sua decomposição.

Comprar produtos de segunda mão, além de incentivar o consumo consciente, é a forma mais simples de fazer a moda circular, contribuir para a preservação do meio ambiente e, ainda assim, garantir produtos de extrema qualidade. 

E te conto mais: hoje em dia, ao receberem as peças, os brechós fazem uma curadoria para avaliar se elas estão em condições de habitar o seu guarda-roupa. Isso se chama seleção de qualidade!

O mundo e a natureza imploram por uma mudança de comportamento e, neste Dia Mundial do Second Hand, é importante lembrar que ressignificar as peças usadas é um ato de revolução e reflexão.

Vamos fazer a moda do futuro acontecer?

O QUE É MODA CIRCULAR?

Tendência apontada e sugerida para a sobrevivência da indústria da moda em um futuro próximo.

Quando pensamos em sustentabilidade, nada mais justo aderir a este pensamento: “bora fazer a moda circular?”

Aquilo que eu usei e cuidei tanto durante um tempo, agora não faz mais sentido para mim, porém, pode muito bem fazer um mega sentido para você, concorda?

Mas não é só isso! Fazer a moda circular vai além do que vender ou trocar peças usadas, ela precisa, antes de tudo, conscientizar desde a raiz.

A sustentabilidade na moda traz muitas reflexões a respeito do que vai acontecer com o futuro dessa indústria e tende a acelerar movimentos e conduzir cada vez mais adeptos engajados nessa causa. Oba!!
Rever a produção de forma que a sazonalidade seja cada vez menor e que de fato os produtos tenham durabilidade e longevidade através da seleção das matérias-primas e da promessa de cada um para que o consumidor consiga usar mais vezes a mesma peça e não descartá-la por falta de qualidade.

Por conta disso, podemos dizer que “moda circular” é o ciclo de vida de um produto.

Nesse sentido, é importante lembrar que as possibilidades de consumo inteligente também começam a surgir com os brechós online onde a tendência é a reeducação, o desprendimento, o desapego e a redução.

As grandes marcas e as suas histórias!

Louis Vuitton

Uma marca reconhecida e “sonho de consumo” para mulheres de várias classes sociais, cujo dono nunca imaginou que seu nome ficaria tão famoso e desejado!

Um menino que saiu de sua casa na Suíça e caminhou cerca de 400 km até chegar em Paris em busca de um sonho: trabalhar como carpinteiro.

Porém, ao chegar no destino, o ofício acabou sendo outro. Louis Vuitton foi empregado em uma empresa como aprendiz de fabricante de malas e, foi então, que se tornou destaque entre os aprendizes adquirindo fama na alta sociedade como um dos melhores artesãos do couro.

A fama foi tamanha que chegou aos ouvidos da esposa de Napoleão III que necessitava de uma bagagem resistente para carregar seus pertences valiosíssimos e pediu que Vuitton a fizesse.

A partir desse momento, apadrinhado pela imperatriz da França, decidiu abrir o seu próprio atelier dando vida a grande inovação da época que foram as malas retangulares, lançadas em 1858, cuja vantagem era o seu empilhamento nos bagageiros.

Décadas depois, com os negócios indo de vento em poupa e com muita criatividade, Louis Vuitton agrega mais valor a sua marca introduzindo as famosas flores e o monograma LV que estampam até hoje suas lindas bolsas.

Clique para conferir nossas Bolsas Louis Vuitton disponíveis!

Após seu falecimento, a produção continuou nas mãos da família que levou o seu legado adiante e não poupou esforços para deixar a marca ainda mais atraente e resistente através da confecção de bolsas com material maleável e impermeável, das quais podemos citar a queridinha bolsa speedy além de várias outras bolsas icônicas da marca.

Uma montanha de roupa abandonada

campanha de Stella McCartney.

No deserto do Atacama, milhares de peças de roupa e calçados são descartados diariamente formando uma imensa montanha de lixo advindo dos Estados Unidos, Europa e Ásia. Perto de 40 mil toneladas, importadas e não vendidas, acabam desprezadas no porto de Iquique, a 1800 km de Santiago.

Conforme a Organização das Nações Unidas (ONU), a indústria da moda é responsável por 8% dos gases do efeito estufa e por 20% do desperdício de água no mundo. A maior parte da roupa produzida é feita de poliéster, um tipo de resina plástica derivada do petróleo, que demora cerca de 200 anos para se desintegrar.

Com o passar do tempo estas peças se desgastam e liberam microplásticos que acabam na atmosfera, sem contar o grande número de incêndios clandestinos tidos como “solução” produzindo uma preocupante poluição do ar.

Comerciantes e donos de empresas selecionam entre roupas premium, de primeira e segunda categorias e lixos. Muitas delas são reutilizadas no comércio da moda, outras são aproveitadas como matéria-prima para a fabricação de painéis de isolamento térmico e certa quantidade vai para uma fábrica de fios onde são produzidas fibras 100% recicladas.

Acreditamos estar próximos do momento em que haja uma mudança de mentalidade nas pessoas em relação às suas decisões de consumo. Queremos um mundo melhor, e quando se fala em compras, a forma mais consciente e sustentável é adquirir produtos second hand.

Precisamos fazer com que a roupa circule, para assim durar mais tempo sendo usada e automaticamente evitar que ela seja jogada no lixo poluindo o meio ambiente.

Lenço: O acessório que promete diferenciar seus looks!

Por: Barbara C. Brugnolli

Sabemos que um acessório faz toda a diferença em um look, e o lenço com certeza é um deles. Com uma infinidade de cores, estampas, texturas e tamanhos, o acessório é perfeito para agregar em composições e combinações diferentes nos visuais do dia a dia.

O item clássico, com um simples truque de styling pode transformar o look mais básico sem muito esforço, seja com um toque de elegância vintage, um mood rock ou até uma proposta mais moderna!

Grandes divas de Hollywood como Grace Kelly, Brigitte Bardot e Audrey Hepburn fizeram história com seus lenços icônicos, combinados com óculos de sol oversized. Atualmente, vemos que o acessório vem sendo notado pelos estilistas e se consagrou como tendência nas passarelas nacionais e internacionais nas últimas temporadas. 

Ao contrário do que pensamos, o lenço não precisa ser necessariamente usado somente na cabeça ou no pescoço. No street style, vemos o item presente nas bolsas, com amarrações diferenciadas, e até mesmo como cinto. Democrático e versátil, pode ser usado em todas as estações do ano, então não se limite somente aos modelos mais quentinhos para o inverno e aposte no acessório para dar um up no visual!

Nosso TrendTeam separou algumas inspirações de como utilizar o acessório de diferentes maneiras nos seus looks, e o melhor de tudo: Você pode comprar seus preferidos direto em nosso site, clicando no botão logo abaixo! Demais né? Então vem com a gente: 

Lenço na bolsa:

Sabe aquela bolsa que você usa praticamente todos os dias? Que tal dar um up nela com um lenço? Vale amarrar na lateral ou até transpassar todo na alça dependendo do modelo da bolsa, se ela tiver uma alça mais longa. A dica é apostar em um modelo de lenço liso se sua bolsa for estampada, ou se preferir, até ousar e fazer um mix de estampas, e para os modelos mais estruturados e sofisticados, o acessório com acabamento acetinado ou em seda, confere um toque a mais na produção. 

Imagens: Pinterest/Trend2Box

Lenço como cinto: 

Você pode optar pelos modelos de comprimentos mais longos para utilizar como cinto! Vale usar com bermudas alfaiataria, calças jeans e até vestidos! Usando apenas como um detalhe amarrado na lateral do cós também é um truque de styling que confere um visual super despojado.

Imagens: Pinterest/Trend2Box

Lenço como blusa:

Usar o lenço como uma peça é uma ótima variação para as estações mais quentes do ano. Na internet você encontra diversos tutoriais de como estilizar a peça e apostar em diferentes amarrações e caimentos com o acessório. Já nas estações mais frias, o acessório pode ser utilizado sobreposto em blazers e até em camisas, dando um toque moderno na produção.

Imagens: Pinterest/Trend2Box

O potencial dos brechós

Por: Julia Codogno

O mercado de pós consumo de moda pode ser uma forte potência para gerar novos negócios, impacto positivo e possibilitar a renda em momentos de crise. Nos últimos anos temos acompanhado uma crescente no surgimento de novas possibilidades para a comercialização de usados e o setor da moda ganha destaque entre os mais procurados.

Segundo alguns dados levantados pelo SEBRAE,  entre 2010 e 2015, o número de brechós no Brasil aumentou aproximadamente 210%. Esse boom​ aconteceu juntamente com o crescimento do mercado de produtos de segunda mão, que entre 2013 e 2015, aumentou mais de 20%.

Os motivos podem ser os mais diversos, e fazem o mercado de pós consumo deslanchar e ganhar destaque em todo o Brasil.

Seja por uma grande onda de informações, relatando as problemáticas causadas pelo nosso consumo acelerado, seja pela busca de melhores oportunidades e valores, ou até mesmo pela procura por peças diferenciadas e que estejam na contramão do grande varejo (onde milhares de peças iguais são produzidas todos os dias) a verdade é que os Brechós estão se tornando referência quando buscamos uma nova peça de roupa.

Nunca antes questionamos tanto nossos hábitos de consumo. Pela primeira vez, estamos desafiando nossos métodos de produção e tendo acesso à números, relatórios e consequências dramáticas causadas por nossa forma de consumir.

Só para se ter uma ideia, chegamos à 2019 com os seguintes dados:

Produzimos cerca de 140 bilhões de novas peças por ano! São algo em torno de 4,4 mil peças por segundo! Também existem pesquisas que falam que utilizamos nossas roupas por cerca de 6 meses e depois as descartamos!

Segundo um relatório realizado pela empresa Global Data, em 2018 o mercado de pós consumo movimentou um valor estimado de US$24 bilhões no mundo todo. E as expectativas continuam otimistas! Espera-se que esse valor dobre, até 2023, chegando à US$51 bilhões.

Dentre os que mais compram produtos usados, estão os Millenials e a Geração Z – pessoas que tem entre 18 e 37 anos. O aumento de consumo de produtos de segunda mão para as duas gerações foi de: 37% e 46%, respectivamente e um levantamento realizado pela ThreadUp mostra que, em 2019, 1 em cada 3 jovens da Geração Z comprou algo do mercado de pós consumo.

Se você ainda acha que consumir em Brechós é coisa de gente sem poder aquisitivo ou somente comprar roupa de quem já morreu, está na hora de deixar o preconceito de lado e investir nesse novo modelo de negócio.

Já vemos também que brechós despontam entre os negócios que poderão de manter em tempos de pandemia. A oportunidade de gerar renda num momento difícil como esse.

Fonte: Global Data | Bain & Company | The Guardian | Fundação Ellen MacArthur | Sebrae Foto: Pexels